Site Autáquico - Câmara Municipal de Faro

Coleção de azulejaria Ramalho Ortigão galardoada com o Prémio SOS Azulejo 2016

Coleção de azulejaria Ramalho Ortigão galardoada com o Prémio SOS Azulejo 2016

Noticias

17 de maio de 2017

É com um grande orgulho que o Município de Faro vê reconhecido, uma vez mais, o seu património histórico e artístico, em particular a extraordinária coleção de azulejos pertencente ao Museu Marítimo Almirante Ramalho Ortigão, doada pelo próprio Ramalho Ortigão.

Será no próximo dia 22 de maio, no Palácio da Fronteira em Lisboa, que o Museu da Policia Judiciária entregará o prestigiado Prémio SOS Azulejo 2016, na categoria Investigação em História de Arte, à coleção de azulejaria Ramalho Ortigão e em reconhecimento pelo trabalho de investigação levado a cabo por Alexandre Pais e Constança Lima, conservadores do Museu Nacional do Azulejo, e por Marco Lopes, diretor do Museu Municipal de Faro.

Neste trabalho de investigação podemos ter acesso a uma biografia deste farense, que além de importantes cargos na Marinha, ainda experimentou uma passagem na política como deputado algarvio e governador-geral de Cabo Verde. Quanto aos azulejos, mais de uma centena de exemplares datados entre os séculos XVI e XX, completam o que resta do estudo e afirmam que algumas da suas peças estão ao mesmo nível das coleções de azulejaria mais importantes do país.

Ao Almirante Ramalho Ortigão com o seu esforço, dedicação e sacrifício se ficou a dever a recuperação, transformação e reordenamento daquela unidade museológica – o Museu Marítimo Almirante Ramalho Ortigão. À sua perseverança e amor pela cultura, ficaram, a terra natal e o próprio país, devedores do restabelecimento de um valioso espólio patrimonial, artístico e científico, depositado num dos museus marítimos de maior interesse nacional e cujo acervo Faro vem reclamando.

A aposta que o Município de Faro tem vindo a realizar no seu património, que tem sido constante e variada, procurando abranger o maior número possível de expressões desse mesmo património, é reconhecida agora na forma deste galardão que antecede o lançamento, brevemente, de uma publicação da autarquia de Faro com o apoio do Montepio, que ficará à disposição da sociedade farense e de quem nos visita, honrando a memória de Ramalho Ortigão e dando também um importante contributo para o conhecimento desta prestigiada coleção do Museu Municipal de Faro.

 

Multimédia

Contactos: